1. Acerca do Slint

O Slint é uma distribuição Linux para computadores de 64 bits, que é fácil de usar, versátil e acessível a pessoas cegas. O Slint é baseado no Slackware e usa algumas ferramentas do Salix. Criador e responsável: Didier Spaier.

2. Funcionalidades

  • O Slint é uma distribuição estável. No entanto, o software de acessibilidade é atualizado regularmente, outros podem ser atualizados conforme o caso.

  • O software incluído, entre os quais os ambientes de trabalho MATE e LXQt, cobrem a maioria das necessidades. Muitos outros estão disponíveis em repositórios mantidos pelo Salix e Slackware que são totalmente compatíveis com o Slint.

  • O Slint pode ser usado nos modos de consola e gráfico e pode ser alternado entre estes modos sem reiniciar. É mesmo possível iniciar vários ambientes gráficos e alternar entre eles.

  • Ferramentas fáceis de usar facilitam a administração do sistema e a gestão de pacotes de software. As atualizações são totalmente automáticas, sob controlo do utilizador.

  • O painel de controlo do Slint dá acesso direto às principais ferramentas, informações e ligações úteis.

  • Por padrão, um espaço de swap comprimido na memória RAM permite duplicar a memória utilizável.

  • O Slint pode ser instalado em qualquer máquina de 64 bits com pelo menos 2G de memória e 50G de espaço em disco disponível em qualquer tipo de suporte, incluindo Pens USB, sem arranque seguro.

  • Se instalado numa pen USB o Slint é portátil de um computador para outro. O conteúdo pode ser totalmente encriptado.

3. Instalação

O programa de instalação, em modo texto, é totalmente acessível a pessoas cegas utilizando um leitor de ecrã ou ecrã Braille, e procede através de perguntas e respostas com ajuda online e documentação integrada. Estão disponíveis dois modos de particionamento:

  • Manual: o utilizador escolhe o sistema de ficheiros (btrfs, ext4 ou xfs) e os suportes podem ser partilhados com outros sistemas.

  • Automático: o sistema de ficheiros é então o btrfs e meio de suporte dedicado ao Slint.

O sistema de ficheiros btrfs é configurado com subvolumes em vez de partições separadas. Permite dividir por 2 o espaço ocupado nos suportes, fazer cópias do sistema e está bem adaptado a SSD, NVMe e pens USB.

4. Agradecimentos

Obrigado aos tradutores do Slint e outros colaboradores, ao George Vlahavas pelos seus conselhos e ferramentas, ao Patrick J. Volkerding pelo Slackware, ao slackware.uk por alojar os nossos ficheiros. Pode ajudar a financiá-los: Torne-se num patrono do Slackware ou Suporte o Slackware
Siga as ligações no topo desta página para apoiar o Slackware UK
Doações para o Salix

5. Últimas notícias

O Slint 15.0 foi disponibilizado oficialmente!